Utilities

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A tendência de liberalização do mercado a que vem assistindo na última década, tanto no subsector da energia como da água,

como também em serviços associados (por exemplo o tratamento de resíduos) alterou fundamentalmente a estrutura do mercado.

De facto, onde antes existiam grandes estruturas monopolistas nacionais, detidas pelo Estado e onde as barreiras à entrada eram extraordinariamente elevadas, hoje observam-se mercados onde actuam players privados (muitas vezes resultado de processos de privatização), frequentemente parte de grupos internacionais de grande dimensão, regulados através de novas formas de supervisão (autoridades de concorrência, globais ou sectoriais).

Neste novo contexto o incremento da competitividade do sector limitando os preços cobrados, potenciado pela abertura do mercado, aliado à pressão para a obtenção de um lucro que satisfaça os accionistas, representa em muitos casos um choque cultural significativo em organizações historicamente de capitais públicas, onde a componente de serviço social se sobrepunha à procura da rendibilidade.

A Leadership pode apoiar as empresas do sector na superação dos os desafios de eficácia (atingir os objectivos) e eficiência (atingir os objectivos com a melhor utilização de recursos) com que são confrontadas, através de instrumentos que assistam na indispensável transformação organizacional – programas de redução de custos, processos de reestruturação organizacional e simplificação de processos de trabalho, programas de desenvolvimento de liderança e value based management – e que apoiem os gestores na adaptação das suas empresas às novas realidades do sector.